Literatura causando orgasmos | Projeto ousado mostra vídeos de mulheres lendo e atingindo o “momento”

HystericalLiterature1

O fotógrafo Clayton Cubitt criou um projeto experimental que tem tudo para dar o que falar. Trata-se do Hysterial Literature, em que ele filma mulheres lendo textos com passagens eróticas (ou não) enquanto são estimuladas por um vibrador. Ideia inovadora – eu, particularmente, não me lembro de ter visto nada do gênero antes.

A busca também foi cuidadosa nas etnias, já que o prazer feminino não é um tabu superado no mundo todo. Ainda há mutilações genitais que são feitas com o objetivo de tornar o sexo prazeroso apenas para o homem. Embora se brade sobre igualdade, a mulher não conseguiu igualar-se ao homem nem no direito ao orgasmo.

O inevitável depois desses vídeos foi não pensar em cenas de alguns livros que, sem vulgaridade (ou às vezes com ela propositalmente inserida em um contexto), se jogaram no erotismo sem medo. Fiz a minha seleção pensando nas cenas que foram mais marcantes para mim. Mas, vocês sabem: se Literatura é pessoal, cenas de sexo dentro dela, então, ficam mais pessoais ainda. Sintam-se à vontade para comentar sobre livros/personagens que mexeram com esse lado.

  • O amante de Lady Chatterley – D. H. Lawrence

A pobre Constance casou-se jovem e viu o maridão voltar da guerra paraplégico e impotente, além de amargo e distante. Nisso, ainda há Oliver, o guarda-caças viril e gentil trabalhando na propriedade em que vive. O envolvimento dos dois começa totalmente carnal, para, em seguida, evoluir. As cenas foram consideradas impróprias quando foram publicadas, de forma que o autor teve de sair do país, além de ter o livro censurado.

  • Um Certo Capitão Rodrigo – Érico Veríssimo

O capitão do exército é um dos ícones da trilogia “O Tempo e o Vento”. Mulherengo e conquistador, acaba se apaixonando por Bibiana e se casando – embora tenha muita dificuldade de se manter fiel e se sinta domesticado pela vida de papai-casado. No entanto, a paixão entre ele e a esposa rende ótimas e quentes cenas, com destaque para o final de história, em que ele vai enfrentar a família rival. Recomendado.

  • O Carteiro e o Poeta – António Skármeta

O amor de Mário Jiménez por Beatriz é idealizado e platônico, até que ocorre sua concretização e o leitor é privilegiado com a primorosa escrita de Skármeta descrevendo com detalhes a intimidade do casal – em especial, as escapadinhas para fazer amor em lugares escusos.

Confira os vídeos:

 

SOBRE O AUTOR

idealizador e administrador do site, da Revista e da página Literatortura; blogueiro por escolha própria e escritor por escolha própria também - já que nunca acreditou muito no conceito de destino. No momento, revisando o primeiro livro e tentando solidificar este incrível projeto literário/cultural que é o Literatortura.

Comentários

  1. Daniel disse:

    as imagens n querem carregar

  2. Bianca disse:

    Pessoal, as imagens/videos não estão carregando. :/

  3. Andrea disse:

    achei inovador kkkkkkkkkkkkkkkkk um máximo.

  4. Paloma disse:

    Imagens e vídeos não estão carregando pessoal!

  5. Isabela disse:

    vídeos não carregam